Gelado de fruta para os dias quentes que estão por chegar

Uma das memórias que tenho dos dias quentes de Verão, é a de ser pequena e fazer gelados com iogurte da maneira mais simples que pode haver: espeta-se o cabo de uma colher num iogurte e depois é deixá-lo no congelador durante algumas horas.

Confiante que os dias quentes estarão aí não tarda muito, aproveitei o dia de hoje para testar as forminhas de gelado (que havia comprado no Lidl no fim de semana passado) e a receita de invenção momentânea: gelados de fruta “de verdade”.

À vez, triturei no liquidificador uns pedaços de melancia, damasco, ameixa e morangos. No caso dos damascos e ameixas juntei-lhes água para desfazer melhor a polpa, enquanto que aos morangos juntei leite.

DSCF6184

Ora, a lógica utilizada nesta primeira tentativa/experiência foi a de que se a fruta já é doce talvez não seja necessário adicionar açúcar. Eu comi o gelado de morango e soube-me bem (talvez se estivesse num dia mais guloso uns grãozinhos de açúcar não calhavam nada mal) enquanto que a minha irmã experimentou o de ameixa, cuja reacção ao saber que não tinha açúcar foi: “está um pouquinho ácido, mas primeiro estranha-se e depois entranha-se”.

Da esquerda para a direita: melancia, ameixa,  damasco e morango

Da esquerda para a direita: melancia, ameixa, damasco e morango

A próxima tentativa será experimentar adicionar açúcar, mas para já: Verão, esta é a tua deixa…

DSCF6192