A Charlotte

Já passou uma semana mas não cheguei a falar sobre tudo o que saiu da cozinha no Domingo dos scones. Aliás ainda antes dos scones, depois do café no ponto central da aldeia e antes do almoço, houve tempo para fazer uma Charlotte de Ananás (não sei se lhe poderei chamar no feminino, mas soa-me bem).

Bem no início de Julho celebrei o meu 24º aniversário e nesse dia o Marco e a Raquel expandiram a minha biblioteca culinária com o “Culinarium” da Vaqueiro e o “Jamie Oliver Regressa à Cozinha”. Nessa semana, comecei por folhear o Culinarium, para ter uma noção do que poderia fazer nos próximos tempos, e este acabou por ser a minha “leitura” antes de adormecer.

IMG_20140703_231133

Gostei particularmente das curiosidades e “pedaços de história” que aparecem na maioria das receitas. Foi assim que, no Domingo, aprendi a diferença entre palitos de champanhe e palitos à la reine: os primeiros são mais rijos, estreitos e cobertos de açúcar granulado, enquanto que os outros são mais moles, cobertos com açúcar em pó.

E não, os palitos de champanhe não são feitos com champanhe. De acordo com a nota no Culinaruim, o nome poderá remeter para a sugestão de degustação, uma vez que na realidade não possuem champanhe na sua composição.

A Charlotte, com os seus pedaços de Ananás no interior, soube maravilhosamente depois de jantar e de um dia tão quente como o de Domingo (à 8 dias atrás), só não ficou uma Charlotte muito fotogénica. De qualquer forma é sempre digna de registo.

DSCF6228

6 folhas de gelatina incolor
1 lata grande de ananás em rodelas
200g de palitos de champanhe (para a forma que usei acabei por utilizar um cerca de 300g)
4 ovos
100g de açúcar
4 dl de natas

Colocar as folhas de gelatina de molho em água fria. Escorrer as rodelas de ananás e cortar em pedaços. Com a calda do ananás reservar 1dl, para derreter as folhas de gelatina já escorridas, e embeber os palitos de champanhe na restante calda. Forrar com os palitos as paredes e o fundo de uma forma de mola.
Numa tigela, bater as gemas e o açúcar, juntar as natas batidas em chantilly, o ananás picado e a gelatina derretida na calda do ananás. Depois de incorporar as claras batidas em castelo na mistura, colocar na forma e levar ao frio durante 6 horas, ou até prender.

DSCF6232

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s